Duas notícias que envergonham o Brasil

  • Por Jovem Pan
  • 28/09/2016 11h26
Luiz Antônio Fleury

Marco Antonio Villa chama à atenção, no seu comentário final desta quarta-feira (28), a “dois fatos terríveis”. A primeira é a anulação do juri que havia condenado os responsáveis pelo massacre do Carandiru, quando 111 pessoas foram mortas enquanto estavam sob custódia do Estado em outrubro de 1992.

Villa diz que chama à atenção por que o governador do Estado à época, Luiz Antônio Fleury, nunca foi acusado de participação no massacre. Ele foi avisado, assim como o secretário de Segurança, Pedro Franco de Campos. Todos lavaram as mãos e empurraram para o comandante da operação.

Mal comparando, é como se no julgamento de Nuremberg, a culpa fosse do guarda e não da cúpula da estrutura nazista.

A outra notícia é que no Rio de Janeiro, milícias cobram taxas de candidatos nas eleições municipais. Pagam-se até R$ 120 mil para se exibir propaganda em áreas dominada.

Este é o Rio, não o da cerimônia de abertura. Não vai acontecer nada se nós não protestarmos.

Duas notícias que envergonham o Brasil nas duas maiores cidades do País. No caso de São Paulo, pior, pois conta com atuação direta do Estado por meio do poder judiciário.