Governo Dilma dificilmente encerra mandato no dia 31 de dezembro de 2018

  • Por Jovem Pan
  • 03/12/2015 18h11
BRASÍLIA, DF, 22.12.2014: DILMA-DF - A presidente Dilma Rousseff participa do tradicional café da manhã com jornalistas credenciados no Palácio do Planalto, onde falou sobre a Petrobras, novos ministros e a crise mundial. (Foto: Sérgio Lima/Folhapress)Dilma Rousseff em café da manhã com jornalistas

 

O comentarista Marco Antonio Villa destaca o fim mais agitado do ano, que parecia caminhar para um encerramento meio melancólico. A prisão de José Carlos Bumlai, de André Esteves, Delcídio Amaral e a aceitação da denúncia para o impeachment contra Dilma são alguns dos destaques que mudaram o rumo das coisas. “Mudou tudo. A gente não sabe o que vai acontecer amanhã”, diz. Villa questiona onde está o ex-presidente Lula e que ele deveria responder, não o Instituto Lula. Ele ressalta ainda a comissão especial, que será instaurada na próxima segunda-feira, para analisar o pedido de impeachment contra a presidente. “Caso ela dê parecer favorável, o plenário da Câmara que vai decidir se afasta ou não a presidente”, diz.

*Ouça o áudio completo