Josias de Souza: Ao recorrer ao STF, Flávio Bolsonaro prejudica imagem do pai

  • Por Jovem Pan
  • 17/07/2019 07h56 - Atualizado em 08/08/2019 19h26
Pedro França/Agência SenadoA defesa de Flávio Bolsonaro recorreu ao Supremo Tribunal Federal e teve pedido aceito pelo ministro Dias Toffoli

O ministro Dias Toffoli atendeu pedido da defesa de Flávio Bolsonaro e suspendeu todas as investigações em curso no país com base em dados fornecidos pelo Coaf e pela Receita sem autorização judicial. A decisão monocrática foi tomada nesta terça-feira (16) durante plantão do Judiciário e vale até dia 21 de novembro, quando o plenário do STF se reúne para discutir sobre o tema.

“Ao recorrer ao Supremo para barrar o inquérito que responde no Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro fez muito mal a imagem de seu pai. E o ministro Dias Toffoli ao atender ao pedido mostrou que há males que vem para o pior. Flávio comportou-se como líder da oposição ao se contrapor ao Coaf, órgão que seu pai prometeu valorizar. Toffoli, ao decidir que o repasse de dados do Coaf para o MP depende de decisão judicial, ignorou o próprio STF. Flávio trafega na contramão do discurso moralizante do pai e Toffoli expõe a patologia de que existem vários Supremos.”