Josias de Souza: Tranquilidade de Bolsonaro irrita deputados

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2019 07h47 - Atualizado em 08/08/2019 19h26
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosO posicionamento do presidente Jair Bolsonaro irrita parlamentares que têm pressa na aprovação da reforma da Previdência

A Câmara dos Deputados retoma hoje a discussão da reforma da Previdência. A Comissão Especial se reúne daqui a pouco pra nova sessão de debates sobre as mudanças nas aposentadorias. Rodrigo Maia quer votar a reforma da Previdência ainda essa semana, mas deputados da oposição pressionam para adiar a análise do parecer para a semana que vem.

“A Câmara trava nesse momento uma corrida contra o relógio. A intenção é botar esse relatório na Comissão Especial até quinta-feira, mas o que dificulta essa tarefa é que há 77 deputados inscritos para falar na Comissão e, se cada um falar por 10 minutos, isso dá mais ou menos 13 horas de debate. Fora isso há uma tentativa da oposição de obstruir. Bolsonaro diz que ‘se atrasar mais uma semana não tem problema’ e isso irrita os deputados porque atrasar significa votar apenas no segundo semestre”.