PT fecha acordo eleitoral com o PSB

  • Por Jovem Pan
  • 01/08/2018 19h44
EFE/Sebastião MoreiraPSB optará pela neutralidade na disputa nacional, liberando os seus diretórios a se aliarem a candidatos do PT, em cerca de 14 estados, inclusive em Minas Gerais

PT e PSB fecharam um acordo eleitoral. Os petistas decidiram retirar a candidatura da vereadora Marília Arraes ao governo de Pernambuco e vão apoiar a reeleição de Paulo Câmara.

Com isso, o PSB optará pela neutralidade na disputa nacional, liberando os seus diretórios a se aliarem a candidatos do PT, em cerca de 14 estados, inclusive em Minas Gerais, onde Márcio Lacerda representaria a legenda.

Ciro Gomes foi o grande derrotado. Ficou sem o PSB e também sem o PCdoB, que oficializou a candidatura de Manuela D’Ávila nesta quarta-feira.

O presidente nacional do PDT se irritou com a aliança. Segundo ele, é engraçado como, no PSB, Pernambuco decide sobre o Brasil.

No 3 em 1 desta quarta-feira, 01, Patrick Santos mediou um debate sobre o tema entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira.

Vera afirmou que PT e PSB deram um passa-moleque em Ciro Gomes. Andreazza destacou que vem dizendo há muito tempo que Ciro não teria apoio nenhum. Já Madureira culpou o próprio Ciro pelo isolamento. Segundo ele, o candidato cavou a própria sepultura por causa do seu discurso e seu comportamento.