Reforma da Previdência dos militares pode ter aumento de tempo de contribuição e cobrança de pensionistas

  • Por Jovem Pan
  • 08/03/2019 18h01
Marcelo Camargo/Agência BrasilSegundo Marinho, o  projeto já está sendo validado e aguarda a assinatura do presidente Jair Bolsonaro.

A reestruturação da Previdência para os militares deverá conter alterações como o aumento de tempo de contribuição de 30 para 35 anos e a cobrança de imposto de pensionistas. A informação foi revelada com exclusividade pelo secretário da previdência, Rogério Marinho, durante entrevista ao programa 3 em 1 nesta sexta-feira (08).

Segundo Marinho, o projeto de reforma já está sendo validado e aguarda a assinatura do presidente Jair Bolsonaro, mas ele revelou algumas das premissas do texto. “A ideia é começar a cobrar das pensionistas, que não pagam hoje e um aumento do tempo de contribuição de 30 para 35 anos”, afirmou.

Além disso, ainda segundo o secretário, a alíquota previdenciária deverá subir em 3%. “O aumento da alíquota será por parte daqueles que ainda estão na ativa”, explicou MArinho. “A proposta de aumento é de 3%, vamos verificar como ficará o total no final.”

Mais informações em instantes.