Sessão do Supremo tem barraco entre Barroso e Gilmar

  • Por Jovem Pan
  • 21/03/2018 20h09
Fellipe Sampaio / SCO / STFLuís Roberto Barroso afirma que Gilmar Mendes é uma "pessoa horrível"

Os ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes protagonizaram nesta quarta um bate-boca no plenário do Supremo Tribunal Federal. Talvez o mais duro entre os dois. Barroso chegou a dizer que o colega é uma mistura do mal com o atraso e desmoraliza a corte. Também sugeriu que Gilmar age por interesses estranhos à Justiça.

A sessão precisou ser suspensa pela presidente da Corte, Cármen Lúcia, que interrompeu Barroso, enquanto Gilmar insistia que era sua vez de falar. Gilmar rebateu, dizendo que Barroso deveria fechar seu escritório de advocacia.

A discussão ocorreu durante a votação de uma ação movida pela OAB contra doações ocultas em campanhas eleitorais.

No 3 em 1 desta quarta-feira, 21, Patrick Santos mediou um debate sobre o assunto entre Vera Magalhães, Carlos Andreazza e Marcelo Madureira.

Segundo Vera, a violência verbal no Supremo chegou a um novo nível e isso tem muito a ver com o clima que se vive nos bastidores da Corte. Andreazza criticou os dois ministros e disse que essa desordem não deixa de ser culpa da gestão Cármen Lúcia. Já Madureira afirmou que Barroso lavou a alma de muitos brasileiros, inclusive dos próprios ministros do STF.