Borja explica “explosão” em 2018 e revela: preferiria jogar com CR7 a Messi

  • Por Jovem Pan
  • 22/05/2018 12h06
Marcelo Machado de Melo/FotoArena/Estadão ConteúdoMiguel Borja é o artilheiro do Palmeiras na temporada

Em 2017, dez gols em 43 jogos. Nos cinco primeiros meses de 2018, 15 balanços de rede em 23 aparições. A evolução de Miguel Borja com a camisa do Palmeiras é inegável. Contratação mais cara da história do clube alviverde, o atacante colombiano enfim deslanchou no futebol brasileiro.

Há quem credite a melhora à troca no comando técnico palmeirense – Cuca não dava tantas chances ao camisa 9, que, agora, é titular absoluto com Roger Machado. Borja, no entanto, explica o próprio progresso de outra maneira.

“Esse ano foi muito diferente porque eu fiz a pré-temporada com o time, fiz tudo o que um jogador precisa para dar o melhor em cada jogo. Isso é muito importante”, afirmou, em entrevista exclusiva ao repórter Raphael Thebas, da Rádio Jovem Pan.

Em 2017, Borja, de fato, não conseguiu fazer pré-temporada com o Palmeiras. O jogador foi contratado junto ao Atlético Nacional-COL na segunda metade de fevereiro e estreou apenas na sexta rodada do Campeonato Paulista.

Em 2018, porém, a história foi outra. Já ambientado ao futebol brasileiro, o colombiano trabalhou com a equipe desde o primeiro dia da temporada e tem colhido os frutos. “Acho que estou muito bem. Todos estão trabalhando muito bem, e eu me sinto muito feliz por isso”, celebrou.

Messi? Borja queria era jogar com CR7…

Questionado sobre com qual jogador do futebol mundial gostaria de atuar, Borja não pestanejou: “eu gostaria de jogar com o melhor… Para mim, é Cristiano Ronaldo. Gostaria de jogar com ele”.

Será que essa dupla faria sucesso? Ambos estarão na Copa do Mundo da Rússia…