Mãe de Jr. Tavares lembra ‘Respeita as Minas’ e detona violência de corintianos no metrô: ‘Hipocrisia’

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2018 12h50
Montagem sobre fotos/ReproduçãoA mãe do ex-lateral do São Paulo Júnior Tavares voltou a desabafar nas redes sociais

Polêmica e famosa provocadora do Corinthians, a mãe do ex-lateral do São Paulo Júnior Tavares voltou a desabafar nas redes sociais. Em tom menos hostil, mas um tanto quanto firme, Simone repudiou a violência cometida por torcedores corintianos, em especial uma mulher, contra duas palmeirenses no metrô.

Tavares lembrou a campanha “Respeita as Minas”, lançada pelo Corinthians no início do ano com o intuito de cobrar mais respeito às mulheres, para criticar o que definiu como “uma imensa apologia à hipocrisia”.

“Eu vi as fotos e fiquei horrorizada. É uma imensa apologia à hipocrisia! (São os) criadores do slogan ‘Respeita as minas’… Mas que feio quando as próprias ‘minas’ da torcida dos criadores desse slogan não respeitam ninguém, nem elas próprias. Eu tenho filha, tenho netas, e não queria sofrer na pele da mãe dessa menina que padeceu no metrô. Eu não queria sofrer! Então, vamos ter respeito, vamos ter vergonha na cara, mais amor ao futebol e menos violência, porque isso não leva a nada. Eu não estou defendendo A e B… Eu estou defendendo as mulheres”, disparou a mãe do hoje lateral-esquerdo da Sampdoria-ITA.

Na última quinta-feira, circularam nas redes sociais vídeos de torcedoras do Palmeiras sendo hostilizadas por corintianos no metrô em São Paulo. Exaltada, uma torcedora alvinegra exige que as rivais tirem a camisa do clube alviverde. Elas se recusam e, então, são expulsas do vagão. Na sexta-feira, o Corinthians repudiou o ato de violência dos seus torcedores.