Palmeiras consegue efeito suspensivo, e Jailson pode enfrentar Santos

  • Por Jovem Pan
  • 23/03/2018 12h27
Guilherme Rodrigues/FuturaPress/Estadão ConteúdoJailson está liberado para enfrentar o Santos no próximo sábado, às 19h30, no Pacaembu

O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) atendeu ao pedido do Palmeiras e concedeu efeito suspensivo ao goleiro Jailson. Desta forma, ele está livre para jogar até um novo julgamento e poderá ser escalado pelo técnico Roger Machado na partida contra o Santos, no próximo sábado (24), às 19h (de Brasília), no Pacaembu. O jogo será válido pela ida das semifinais do Campeonato Paulista.

Ainda não há data para que um novo julgamento aconteça no Pleno do TJD, mas é certo que não será na próxima sessão do tribunal, na segunda-feira (26). Desta forma, o goleiro está liberado, no mínimo, para as duas partidas contra o Santos – há, inclusive, a possibilidade de o caso só voltar a ser julgado após o Paulistão, o que deixaria o camisa 42 livre para disputar os dois jogos de uma eventual final.

Jailson foi punido com três jogos de gancho (já cumpriu dois) em decorrência das confusões nas quais se envolveu no clássico contra o Corinthians, em Itaquera, no dia 24 de fevereiro. Na ocasião, ele foi expulso após cometer pênalti em Renê Júnior e, após o jogo, afirmou que o Palmeiras havia sido “garfado de novo” na arena alvinegra.

O goleiro foi enquadrado em dois artigos: 254 (praticar jogada violenta) e 258 (atitude contrária à ética ou disciplina). O primeiro faz menção ao pênalti e rendeu dois jogos de suspensão. Já o segundo se refere às declarações polêmicas e tirou o goleiro de uma partida.

Como já cumpriu dois jogos, Jailson ficaria de fora da partida de ida das semifinais, contra o Santos, no próximo sábado. Com o efeito suspensivo, ele está livre para jogar.