Recepção violenta em Anfield revolta Guardiola: “espero que não aconteça mais”

  • Por Jovem Pan
  • 05/04/2018 12h26
Peter Powell/EFEÔnibus do Manchester City foi recepcionado com garrafas, sinalizadores e rolos de papel higiêncio em Anfield

A torcida do Liverpool não “infernizou” a vida do Manchester City apenas durante os 90 minutos do jogo válido pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa – veja a análise da partida aqui. Antes da vitória vermelha por 3 a 0, em Anfield, os fãs da equipe da casa recepcionaram o ônibus rival com violência.

Torcedores do Liverpool atiraram garrafas, latas, sinalizadores e até rolos de papel higiênico no automóvel do Manchester City a poucos metros da entrada do estádio.

A hostilidade, incomum em jogos na Europa, revoltou o técnico Pep Guardiola. “Muito obrigado pelo que fizeram por nós”, ironizou o comandante do City, referindo-se ao time de segurança de Anfield. “Não esperávamos por isso, eu não esperava isso. Sei que não é o Liverpool, a história do clube é muito maior do que quatro, cinco ou dez rapazes. Espero que isso não aconteça novamente”, acrescentou.

Após a partida, o Liverpool divulgou nota oficial pedindo “desculpas a Pep Guardiola, seus jogadores, funcionários e autoridades apanhados no incidente”.

O técnico Jurgen Klopp fez a mesma coisa: “tentamos de tudo para evitar uma situação como essa. Quando chegamos, foi obviamente muito positivo. Mas, em nome do Liverpool FC, tenho que pedir desculpas”.

O jogo de volta entre Manchester City e Liverpool está marcado para a próxima terça-feira, às 15h45 (de Brasília), no Etihad Stadium. Para avançar à semifinal no tempo normal, o time de Pep Guardiola terá de vencer por quatro gols de diferença – um triunfo por 3 a 0 leva a decisão aos pênaltis.