Defesa de Rocha Loures procura força-tarefa da Lava Jato para avaliar delação

  • Por Jovem Pan
  • 30/05/2017 10h30
deputado Rodrigo da Rocha Loures (PMDB-PR)

A defesa do deputado afastado Rocha Loures procurou investigadores da Operação Lava Jato e, em encontro na semana passada, um emissário quis saber quais as chances de a delação ser aceita.

A abordagem foi considerada surpreendente, já que este não era o objetivo declarado da reunião. Os investigadores disseram que o eventual acordo de delação premiada dependeria da disposição de Rocha Loures de denunciar os demais cúmplices. As duas partes ficaram de tratar posteriormente sobre o assunto.

Uma delação de Rocha Loures é bem vista por integrantes da força-tarefa, mas eventuais confissões não são consideradas imprescindíveis. Para a Lava Jato, não bastaria admissão de culpa e revelação de crimes que já estão sendo investigados.

Ainda fica um pedido para o ex-ministro da Justiça Osmar Serraglio para que não aceite o comando da pasta da Transparência e que volte para a Câmara e, desta forma, Rocha Loures, que é seu suplente, será obrigado a deixar o parlamento e perderá a prerrogativa de foro privilegiado.

Confira o comentário completo de Thiago Uberreich: