1º de Maio: Transtornos mentais são principais causas de problemas no ambiente de trabalho

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2018 07h01
Bren Leslie/FreeimagesA doença é hoje a principal causa de incapacidade produtiva no ambiente de trabalho

No mundo todo, 720 milhões de pessoas sofrem com doenças mentais, cerca de 10% da população mundial. Desses, mais de 300 milhões têm depressão.

A doença é hoje a principal causa de incapacidade produtiva no ambiente de trabalho.

Os dados são da Organização Mundial da Saúde, a OMS, que estima um gasto de um trilhão de dólares à economia global por ano em perda de produtividade por causa de transtornos depressivos.

O Fórum Econômico Mundial avalia além: acredita em um prejuízo entre dois e oito trilhões de dólares anuais.

Pesquisas mais recentes apontam que os transtornos mentais comuns acometem 30% dos trabalhadores e serão a principal causa de incapacidade até 2020.

O psiquiatra Rodrigo de Almeida Ramos, do Núcleo Paulista de Especialidades Médicas, explicou que o mundo corporativo é muito exigente, o que gera noites mal dormidas, má alimentação e diversos hábitos ruins que podem potencializar a depressão e problemas mentais.

Recentemente uma troca de e-mails entre o CEO de uma empresa em Michigan, nos Estados Unidos, e uma funcionária viralizou nas redes sociais.

Na mensagem, Madalyn dizia aos colegas que estava tirando dois dias para cuidar de sua saúde mental. Quando Ben Congleton, o chefe, respondeu agradecendo a funcionária por ajudar a “superar o estigma” da saúde mental, ela fez questão de publicar no Twitter.

Frustrações, angústias, decepções e pressões do dia a dia, com falta de tratamento, podem gerar surtos que levam à demissão e, em casos extremos, ao suicídio.

Após situações como essa, o processo para encontrar um novo emprego pode ser difícil.

O coach Edson Moraes, do Espaço Meio, afirmou que durante a entrevista de emprego é importante ser honesto quando perguntado sobre o assunto.

Ainda há muito preconceito com relação à saúde mental. Vários profissionais evitam um tratamento por medo ou vergonha.

Para acabar com o estigma relacionado ao tratamento de doenças mentais, a Associação Brasileira de Psiquiatria lançou em abril a Campanha contra a Psicofobia, que ressaltou, por exemplo, a importância de diferenciar depressão de preguiça, frescura ou tristeza.

De acordo com a OMS, um elemento importante para criar ambientes de trabalho saudáveis é desenvolver legislação, estratégias e políticas governamentais sobre o tema.

A Organização Internacional do Trabalho também tem um guia para ajudar empresas que ainda não sabem lidar com o problema. Para acessá-lo basta entrar no site da organização: www.ilo.org

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto