Após discussão, agronegócio aguarda Plano Safra nesta semana

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2019 07h13
PixabayO setor registrou alta de 3,7% em 2019 na comparação de janeiro a maio do ano passado

Para manter o ritmo de crescimento econômico diante da estagnação dos setores industriais, o mercado de máquinas agrícolas e implementos rodoviários registraram alta de 3,7% em 2019 na comparação de janeiro a maio do ano passado.

O vice-presidente da Anfavea, Alfredo Miguel, ressalta o volume das exportações brasileiras. “O produtor agrícola continua vendo oportunidades em relação à China. A China está dando uma abertura muito grande à produção no Brasil, continua pagando o prêmio pela nossa soja e o produtor está observando que essa oportunidade precisa ser aproveitada. Então ele continua investindo em bens de capital, redução de custo, aumento de produtividade. Ele precisa ter uma rentabilidade e continuar tendo um negócio sustentável”.

O ministério da Agricultura adiou o Plano Safra às linhas de financiamento com taxas de juros mais baixas aos produtores a espera da votação do crédito suplementar de R$ 249 bilhões para socorrer as despesas do Governo Federal. Após a discussão na semana passada, o setor espera o anúncio agora nesta terça-feira (18).

“Seria muito importante que esse Plano Safra pudesse não apenas apoiar os produtores no Brasil, mas também que ele esteja operacional realmente no dia 1 de julho para que não haja atraso no planejamento do produtor. Então essa é uma grande expectativa que temos nesse momento”, afirma Alfredo.

O IBGE anunciou um crescimento de 1,4% na safra nacional, um total de 234 milhões de toneladas. A projeção representa a segunda maior do país na série histórica iniciada em 1975.

*Com informações do repórter Marcelo Mattos