Após dizer que tiraria mulher transexual ‘a tapa’ de banheiro, deputado se assume gay na Alesp

  • Por Jovem Pan
  • 06/04/2019 08h52
Divulgação/Alesp"Como estão chegando ameaças, resolvi contar com apoio da senhora e de toda a minha bancada para me adiantar antes que acabem denegrindo a imagem do partido e a bancada”, disse o deputado

Após dizer que tiraria uma transsexual a tapa de um banheiro feminino, o deputado estadual Douglas Garcia se assumiu gay na Assembleia Legislativa de São Paulo.

A declaração havia sido dada após um discurso da deputada Erica Malunguinho (PSOL) sobre um projeto de lei que pretende usar apenas o gênero biológico para a inscrição de atletas em competições oficiais no Estado.

Erica é a primeira transexual eleita para ocupar uma cadeira na Alesp.

Nesta sexta-feira (05), Douglas Garcia (PSL) pediu que a colega de partido, deputada Janaína Paschoal, fizesse o anúncio durante uma sessão da Alesp. “Ele conseguiu conversar com os pais dele e dizer aos pais que ele é homossexual e veio falar comigo preocupado que isso pudesse prejudicar a bancada. E eu disse que só se fossem pessoas irracionais”.

A deputada ainda declarou que a bancada decidiu fazer a manifestação pública na Assembleia Legislativa para evitar exposições e constrangimentos.

Emocionado, o deputado Douglas Garcia também se manifestou do plenário: “como uma questão particular minha nunca quis trazer a público porque é coisa de foro íntimo meu, nunca utilizei isso como bandeira política. Mas como estão chegando ameaças, resolvi contar com apoio da senhora e de toda a minha bancada para me adiantar antes que acabem denegrindo a imagem do partido e a bancada”.

O deputado declarou que recebeu diversas ameaças após o episódio com Erica Malunguinho. Douglas Garcia também reforçou que vai continuar atuando contra a ideologia de gênero e o ativismo LGBT.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto