Em noite fria, Bia Doria participa de ação de acolhimento a moradores de rua em SP: ‘Não é vida ficar na rua’

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2019 06h48
Governo do Estado de São PauloPrimeira-dama do Estado ajudou a entregar agasalhos a moradores de rua

Era grande a concentração de moradores de rua no entorno da Catedral da Sé, em São Paulo, na noite desta quarta-feira (17). Muitos tentavam se proteger do frio intenso como podiam. Diante das baixas temperaturas, cenas como esta têm se repetido nos últimos dias, fazendo com que agentes do governo do Estado e da Prefeitura percorram a região central distribuindo cobertores, roupas e calçados.

O coordenador estadual de Defesa Civil, coronel Walter Nyakas Júnior, disse que outras ações para moradores de rua vêm sendo feitas neste inverno. “É uma ação que já vem sendo desenvolvida há algumas semanas, então sessa é mais uma delas. E certamente, se as temperaturas ainda abaixarem mais, nós desenvolveremos outras ações também”, garantiu.

A primeira dama do Estado, Bia Doria, também esteve presente na entrega de agasalhos. Ela comentou a importância de atitudes como esta. “Não é vida essas pessoas ficarem na rua, porque tem doenças, tem todos os tipos de crime, tem tráfico, a rua fica em uma vulnerabilidade, principalmente para crianças”

No total, foram entregues 480 cobertores, 2 mil  peças de roupas, 1 mil pares de meias e 10 caixas com calçados, além de água. Outro objetivo da operação foi convencer as pessoas a ir para os abrigos públicos. De acordo com a Prefeitura de São Paulo, nesta abordagem, pelo menos 150 pessoas foram levadas para centros de acolhimento.

A Operação Baixas Temperaturas foi iniciada no dia 20 de maio e está prevista para acabar no dia 20 de setembro. Participaram da iniciativa instituições como a Defesa Civil do Estado, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni