Bolsonaro diz que, se for eleito, pretende aumentar número de ministros do STF de 11 para 21

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2018 06h18
João Henrique Moreira/Jovem PanO argumento de Bolsonaro é que com a atual composição do STF, não é possível sequer “sonhar em mudar o Brasil”

O pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) disse que se for eleito, vai aumentar o número de ministros do Supremo Tribunal Federal de 11 para 21.

Dessa forma, estando no Planalto, até o fim do mandato ele vai ter escolhido a maioria dos integrantes da Corte. Além dos dez novos ministros, dois deles vão se aposentar por idade nos próximos quatro anos, Celso de Mello e Marco Aurélio.

O argumento de Bolsonaro é que com a atual composição do STF, não é possível sequer “sonhar em mudar o Brasil”. Ele criticou decisões recentes do Tribunal, como habeas corpus concedidos a políticos investigados.

Segundo o deputado, seriam indicados ministros com perfil semelhante ao do juiz Sérgio Moro.

Para aprovar a proposta no Congresso, seria preciso enviar uma emenda constitucional, com o apoio de 60% dos deputados e senadores. Em entrevista a uma TV de Fortaleza, Bolsonaro também comentou a última pesquisa Ibope, que o mostra com 17% das intenções de voto no cenário sem o ex-presidente Lula.

O deputado comentou o fato de, na pesquisa, ele aparecer com rejeição maior que a do petista: 32% contra 31%: “se desconfia de tudo no Brasil. Acho um absurdo essa pesquisa eu ter rejeição maior que a do Lula”.

Apesar da ideia de quase dobrar o tamanho do STF, Bolsonaro afirmou na mesma entrevista que pretende “enxugar o tamanho do Estado” diminuindo a quantidade de ministérios.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Levy Guimarães