Obras da Petrobras estão no centro de possível cartel entre empreiteiras

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2019 08h30
Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) abriu processo para investigar um suposto cartel em obras de edificações especiais da Petrobras. Estão sendo investigadas as empresas Carioca Engenharia, Construbase, Construcap, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Hochtief do Brasil, Mendes Júnior, Racional, Schahin Engenharia e WTorre, além de 23 pessoas físicas ligadas às companhias.

Segundo o Cade, o cartel teria atuado na licitação para construção do Centro de Pesquisas Leopoldo Américo de Mello e do Centro Integrado de Processamento de Dados da Tecnologia da Informação; ambos no Rio de Janeiro.  O conluio também teria ocorrido na concorrência da Sede da Petrobras em Vitória, no Espírito Santo.

Houve um acordo de leniência, com a Carioca Engenharia, que foi o estopim para a investigação. De acordo com o órgão, a superintendência identificou evidências de que as empresas envolvidas trocavam informações sensíveis durante reuniões para a distribuição de obras.

*Com informações do repórter Daniel Lian