Casal pode ser condenado à pena de morte por construção de casa em mar da Tailândia

Eles são são acusados de ameaça à soberania nacional da Tailândia

  • 23/04/2019 06h33
Reprodução/ABC NewsO casal pertence a um movimento que promove a implantação de casas em águas internacionais, para que não estejam sujeitas às leis de nenhum governo

Um norte-americano e a namorada tailandesa podem ser condenados à pena de morte após construírem uma casa no mar. Chad Elwartowski e Nadia Supranee são acusados de ameaça à soberania nacional da Tailândia por terem construído uma habitação na costa do país sem autorização.

O casal pertence a um movimento que promove a implantação de casas em águas internacionais, para que não estejam sujeitas às leis de nenhum governo. Eles também fazem parte do grupo Ocean Builders, uma comunidade de pessoas que trabalham para financiar esse tipo de moradia.

A plataforma, em que ambos viveram, ocupa cerca de 20 metros quadrados e foi erguida a cerca de 19 quilômetros da costa. De acordo com o norte-americano, por se localizar em águas internacionais, a casa está fora da jurisdição do país asiático.

A Tailândia, no entanto, discorda e argumenta que o imóvel foi construído em sua zona econômica exclusiva. Além disso a marinha tailandesa afirma que a dupla poderia ameaçar a segurança nacional.

Em comunicado, a Ocean Builders afirmou que o casal não foi responsável pela construção da casa e que eram apenas inquilinos. Em depoimento, Elwartowski afirmou que está escondido com a namorada enquanto a situação é esclarecida. Se o casal for considerado culpado, poderá enfrentar desde prisão perpétua até pena de morte.

*Informações da repórter Larissa Coelho