Caso de abuso sexual contra Kevin Spacey pode ser arquivado

  • Por Jovem Pan
  • 10/07/2019 07h56
EFEAtor diz que toques foram consentidos

O caso de agressão contra o ator Kevin Spacey pode ser arquivado pela Justiça. O jovem de 18 anos que denunciou o ator por supostamente ter tocado e acariciado suas partes íntimas desistiu do processo. O abuso teria ocorrido em 2016 quando, segundo a suposta vítima, Spacey o abordou em um restaurante na cidade de Nantucket, em Massachusetts.

A ação judicial também diz que o jovem passou por um sofrimento mental severo permanente, e tem lesões emocionais, tendo que deixar até o trabalho que tinha, causando, portanto, uma perda significativa em sua renda financeira.

O caso foi revelado em 2017 quando a mãe do rapaz, a jornalista Heather Unruh, fez a acusação. Spacey sempre negou as denúncias.

O jovem, que não teve a identidade revelada, invocou o direito de ficar calado durante o depoimento. A defesa dele também não apresentou o celular onde estariam o vídeo e mensagens que poderiam comprovar a denúncia. O jovem e sua mãe disseram que o aparelho desapareceu.

Segundo a defesa do ator, alguns textos foram apagados d celular. Eles mostrariam que a suposta vítima, que era fã do ator, consentiu aos toques.

O juiz do caso ainda não tomou nenhuma decisão, mas disse que todo o dossiê está comprometido.

Spacey ainda sofre outras acusações de agressões sexuais contra outros jovens. As denúncias ocorreram na época que ele interpretava um dos personagens de maior sucesso de sua carreira, o político Frankie Underwood, da série House of Cards. Ele teve que deixar a produção e, desde então, não conseguiu mais nenhum papel de destaque.

*Com informações da repórter Vinicius Moura