Cientista responsável pela imagem de buraco negro sofre onda de ataques na internet

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2019 07h46
Reprodução/TwitterPHD em engenharia elétrica aos 29 anos, Katie integra a equipe, e desenvolveu novos algoritmos que contribuíram para a descoberta

Um dos fatos mais relevantes da ciência neste ano quase foi ofuscado por ataques de internautas nas redes sociais. A primeira fotografia registrada de um buraco negro foi divulgada na última semana pela “Event Horizon Telescope”, uma rede global de oito telescópios comandada por mais de duzentos profissionais.

Além do feito, o que mais chamou a atenção foram as imagens que demonstram a felicidade da cientista Katie Bouman com os HDs responsáveis por armazenar todas as informações da imagem histórica.

PHD em engenharia elétrica aos 29 anos, Katie integra a equipe, e desenvolveu novos algoritmos que contribuíram para a descoberta.

No entanto, algumas informações falsas geraram manifestações ofensivas nas redes. Não é verdade, por exemplo, que apenas um algoritmo criado por Bouman foi responsável por montar a imagem.

A confusão gerou uma série de ataques machistas contra a cientista. Após as ofensas, colegas da jovem saíram em defesa dela.

O pesquisador Harvard Andrew Chael, que integra o time, classificou Katie como um “exemplo de liderança feminina” e afirmou que o projeto “nunca teria funcionado sem as contribuições dela e o trabalho de muitos outros”.

A própria Katie Bouman publicou, também nas redes sociais, que “não foi só um algoritmo ou uma pessoa que criou a imagem do buraco negro”. Disse ainda que o registro “exigiu o talento incrível de um time de cientistas de todo planeta”, além de “anos de trabalho árduo” para “conseguir o feito aparentemente impossível”.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto