Congresso deve continuar votando medidas econômicas, diz vice-líder de Temer

  • Por Jovem Pan
  • 14/07/2018 08h27
Agência CamaraVice-líder do governo, deputado Beto Mansur (MDB-SP), afirma que a votação do cadastro positivo é fundamental para baixar os juros bancários

Os parlamentares devem voltar do recesso que vai até o dia 2 de Agosto da mesma forma que terminaram primeiro semestre: avaliando projetos da área econômica.

O ano tem sido frustrante para o governo. Dos projetos prioritários, poucos foram analisados pelo Congresso. Ficaram pelo caminho, por exemplo, a privatização da Eletrobras, a autonomia do Banco Central e a reforma do PIS/Cofins.

Um dos poucos apreciados foi o do cadastro positivo de consumidores, que segundo o governo, amplia o crédito. Porém faz dois meses que a câmara tenta concluir a votação.

Segundo o vice-líder do governo, deputado Beto Mansur (MDB-SP), ele vai ser pautado logo em agosto. “No caso do cadastro positivo ficaram faltando os destaques para voltar ao Senado. Na minha visão é importante para baixarmos os juros bancários dentro do Brasil. É fundamental para que a gente vote”, disse Mansur.

O Congresso vai ter uma série de MPs para analisar no mês que vem. Duas delas são parte do acordo com os caminhoneiros: a redução do PIS/Cofins sobre o diesel e a isenção do pedágio para eixo-suspenso. Já outra é o fim do fundo soberano.

Mansur ressalta que a meta é deixar um déficit menor para o próximo governo. “Temos questões que envolvem a parte econômico do governo, que precisa se preparar não só esse ano, mas par ao próximo presidente da República. O país está vivendo uma situação de déficit astronômico”, disse.

*Com informações do repórter Levy Guimarães