Conselho de Ética da Câmara adia depoimento de ex-assessor de Lúcio Vieira Lima

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2018 06h45
Antônio Cruz/Agência BrasilO deputado está solto e é irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso

A bancada federal da Papuda continua firme, e o Conselho de Ética da Câmara adiou o depoimento do ex-assessor do deputado Lúcio Vieira de Lima (MDB-BA), indicado como um dos donos dos R$ 51 milhões encontrados em apartamento em Salvador.

O ex-assessor teve a impressão digital conhecida no dinheiro, e disse que devolvia parte do salário. O deputado está solto e é irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso.

A Mesa Diretora da Câmara também adiou a decisão de extinguir o mandato de Paulo Maluf, que depois de ser preso ganhou prisão domiciliar.

Atualmente cumprem pena os deputados João Ribeiro e Celso Jacob, que dormem na prisão, mas cumprem atividades parlamentares durante o dia.

*Informações do repórter José Maria Trindade