Conselho Nacional de Educação aprova até 30% de aulas a distância no Ensino Médio

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2018 06h46
PixabayA norma faz parte das novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio que serão adicionadas a lei de Reforma do Ensino Médio, aprovada em 2017

O Conselho Nacional de Educação aprovou nessa quinta-feira (08) nova regra que permite que até 20% das aulas do ensino médio diurno possam ser feitas a distância. Para o período noturno, esse número cresce para 30%.

A norma faz parte das novas Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio que serão adicionadas a lei de Reforma do Ensino Médio, aprovada em 2017.

O dispositivo já previa a possibilidade de educação a distância, mas não a regulamentava.

Rafael Luchesi, membro do Conselho Nacional de Educação e relator da Comissão do Ensino Médio que votou a nova regra de ensino online, disse que a medida não será obrigatória. Ou seja, cada rede ou escola poderá adotá-la por opção.

“No caso específico de EAD é opção e ela vai fazer isso a partir de sua proposta pedagógica”, disse.

A diretora executiva do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação e doutora em Educação pela PUC de São Paulo, Monica Gardelli, ponderou que o acesso à tecnologia não é igual para todos os alunos e isso pode ser um fator de desigualdade no aprendizado: “quando você pensa em alunos que não tenham as condições tecnológicas adequadas para acessar esse volume, se ele não tiver os equipamentos, isso significa prejuízo grande para ele”.

A pedagoga também ressalta a importância do aluno ser monitorado durante essas aulas e que a relação aluno-professor não pode ser perdida.

As novas diretrizes passam a valer assim que o documento elaborado pelo Conselho Nacional de Educação for publicado.

*Informações da repórter Victoria Abel