Deputado condenado integra comissão que vai analisar novo Código de Processo Penal

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2018 06h37
Divulgação/PSDJoão Rodrigues foi condenado a cinco anos e três meses de reclusão em regime semiaberto pelo TRF4 por fraude e dispensa de licitação

Um deputado preso está integrando a Comissão da Câmara que fará as deliberações sobre o novo Código de Processo Penal. Segundo especialistas, o novo Código Penal, vai atrapalhar, sobretudo, a Operação Lava Jato.

A Polícia Federal prendeu no dia 08 de abril o deputado João Rodrigues (PSD) no aeroporto de Guarulhos. Ele foi condenado a cinco anos e três meses de reclusão em regime semiaberto pelo TRF4 por fraude e dispensa de licitação.

João Rodrigues faz parte da Comissão da Câmara que reformula o Código de Processo Penal. Isso causou estranheza à Polícia Federal.

O policial federal Flávio Werneck reagiu: “temos preocupação grande, nós da Federação Nacional dos Policiais Federais e do gabinete integrado com essa reforma e essa comissão especial. Primeiro porque do jeito que está a proposta de reforma, se tivéssemos aplicação dela hoje não teríamos Lava Jato, Acrônimo, porque ela dificulta as investigações. Tem alguns pontos positivos como o início de cumprimento de pena em segunda instância. Segundo, existem pessoas que compõem a comissão que deveriam se declarar suspeitos. Seja por interesse próprio ou por serem investigados e, pasmem, presos que fazem parte da comissão. A gente não pode deixar isso acontecer”.

*Informações do repórter Cláudio Tognolli