Desdobramento da Lava Jato no RJ prende suspeito e cumpre mandados nesta sexta (10)

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2018 07h33
Arquivo/Agência BrasilOs mandados cumpridos nesta sexta foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do RJ. Não há mandados contra pessoas com foro privilegiado

A força-tarefa da Operação Lava Jato prendeu na manhã desta sexta-feira (10) João Paulo Julio de Pinho Lopes. Ele é ligado à corretora carioca Advalor Distribuidora de Títulos e Valores Imobiliários Ltda.

A ação desta sexta é um desdobramento da operação no Rio de Janeiro e tem como base a delação premiada de Luiz Carlos Velloso, ex-subsecretário de Transportes do Estado e que teve o acordo homologado pelo ministro Dias Toffoli, do STF, em 2017.

Os mandados cumpridos nesta sexta foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do RJ. Não há mandados contra pessoas com foro privilegiado.

Na delação, entretanto, Velloso disse que usou uma conta na corretora para receber dinheiro de propina que vinha de empreiteiras e para movimentar valores para o ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, e para o deputado federal e ex-secretário de Transportes do Estado, Júlio Lopes.

A conduta dos dois é analisada já em utras instâncias. Mas, na ação de hoje, não há mandados contra ambos.