Diretor da ANP espera arrecadação de R$ 3 bi com próxima rodada do pré-sal

  • Por Jovem Pan
  • 20/04/2018 06h48
Divulgação/PetrobrasSegundo ele, existe a possibilidade de outras empresas que até agora não entraram no pré-sal terem sua primeira oportunidade

O próximo leilão de petróleo no modelo de partilha de produção deve bater recorde. A declaração foi do diretor-geral da ANP, Décio Oddone. Ele voltou animado de viagem ao exterior, a Londres e Abu Dhabi, devido ao interesse de empresas estrangeiras ao mercado de óleo e gás do Brasil.

Em junho, o Governo vai promover a quarta rodada de licitação de blocos para exploração e produção de petróleo e gás no modelo de partilha de produção. A ideia é que em setembro seja realizada a quinta rodada neste mesmo modelo.

Este ano, a ANP já promoveu a 15ª rodada no modelo de concessão de áreas e a arrecadação bateu recordes. Para a quarta rodada, Oddone espera uma arrecadação de, pelo menos, R$ 3 bilhões. Segundo ele, existe a possibilidade de outras empresas que até agora não entraram no pré-sal terem sua primeira oportunidade.

O que chamou atenção de Oddone foi o fato de agentes do mercado de petróleo e gás estarem interessados não só nos leilões, mas também em outros setores da atividade petrolífera: “quanto mais a gente conversa mais a gente vê que o interesse está crescendo pelo Brasil. Se começa a ver investidores fazendo perguntas e mostrando interesse em outros segmentos”.

Nesta sexta-feira (20), o Conselho Nacional de Política Energética se reúne em Brasília para tratar da quinta rodada e confirmar a data do certame em setembro e discutir também o leilão do excedente da cessão onerosa.

*Informações do repórter Rodrigo Viga