Doria minimiza não ter sido recebido por Bolsonaro e diz que apoia candidato do PSL sem contrapartidas

  • Por Jovem Pan
  • 15/10/2018 06h55
Aloisio Mauricio/Estadão ConteúdoNo sábado (13), o representante do PSDB foi ao Rio de Janeiro encontrar Bolsonaro a fim de obter uma declaração de apoio do concorrente ao Planalto

O candidato do PSDB ao governo de São Paulo, João Doria, minimizou o fato de não ter sido recebido por Jair Bolsonaro e diz que apoia o candidato à presidência pelo PSL sem contrapartidas.

O tucano deu a declaração no começo da tarde deste domingo (14), depois de ter participado de um culto numa igreja evangélica na Zona Leste da Capital.

No sábado (13), o representante do PSDB foi ao Rio de Janeiro encontrar Bolsonaro a fim de obter uma declaração de apoio do concorrente ao Planalto. No entanto, Doria não foi recebido e o candidato do PSL disse que não sabe quem é que teria combinado o suposto encontro.

Apesar disso, Bolsonaro gravou um vídeo em que se limitou a dizer que deseja boa sorte ao tucano. Neste domingo, João Doria disse que o apoio na eleição nacional está sendo feito sem a exigência de contrapartidas. “Nossa decisão de apoiar Jair Bolsonaro em SP não dependeu de qualquer contrapartida, foi decisão pelo Brasil contra o PT. E contra o PT, contra Haddad e contra Lula eu voto Jair Bolsonaro sim”, disse o tucano.

Nos últimos três dias, o candidato do PSDB visitou três igrejas: a Católica Romana, na sexta; a Renascer no sábado e a Igreja Plenitude do Trono de Deus no domingo. Questionado sobre essa movimentação, Doria afirmou que essa é uma postura que ele teve ao longo da vida.

O tucano também cumprimentou os professores em homenagem ao dia da categoria celebrado nesta segunda-feira (15). Antes de ir ao culto, o candidato do PSDB encontrou eleitores numa padaria na Zona Leste da Capital.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Tiago Muniz