Dupla é presa por investigador do Deic após tentativa de latrocínio contra PM em SP

  • Por Jovem Pan
  • 07/12/2018 06h39
PixabayOs dois foram encaminhados à sede do DEIC e autuados em flagrante por tentativa de latrocínio, porte de arma e adulteração de sinal identificador de veículo

Um policial do DEIC prendeu em flagrante dois bandidos que haviam acabado de balear um policial militar durante uma tentativa de assalto no bairro do Campo Grande, na zona sul de São Paulo.

No final da noite desta quinta-feira (06), o investigador, que é chefe da equipe da Segunda Divecar, saía do carro quando ouviu vários disparos e percebeu dois suspeitos correndo pela via. Rapidamente, ele sacou sua arma e deu voz de prisão aos desconhecidos, que se entregaram sem reagir.

Cláudio Márcio de Oliveira, de 23 anos, e Henrique Oliveira Santos, de 18, haviam acabado de tentar roubar a moto do PM Marcelo Ottoni Pinto. A dupla, que ocupava outra motocicleta, uma Honda Falcon, vermelha, exibiu um revólver calibre 38 e anunciou o assalto.

O policial militar reagiu, trocando tiros com os criminosos, quando acabou baleado no pé e na mão. Os bandidos ainda tentaram fugir, levando a moto do policial, uma Yamaha XT 660 cilindradas azul, mas se atrapalharam e caíram, quando decidiram abandonar os dois veículos e fugir a pé.

Como haviam descarregado a arma no confronto com o PM, os ladrões foram facilmente dominados pelo agente do DEIC. O revólver usado no assalto está registrado em nome da avó de Cláudio.

Os dois foram encaminhados à sede do DEIC e autuados em flagrante por tentativa de latrocínio, porte de arma e adulteração de sinal identificador de veículo automotivo, já que a placa da motocicleta usada por eles no ataque havia sido modificada com fita isolante.

Cláudio já tinha passagens anteriores na polícia pelo crime de roubo. O policial militar foi socorrido ao Hospital da Pedreira, onde segue internado, em observação.

*Informações do repórter Paulo Édson Fiore