Estado da Georgia, nos EUA, aprova dura lei contra o aborto

A nova lei proíbe o aborto a partir das seis semanas de gestação

  • Por Jovem Pan
  • 08/05/2019 09h16
PixabayCríticos da medida dizem que a nova lei acaba funcionando como uma proibição total do aborto

Nesta terça-feira (07), o governador da Georgia, nos Estados Unidos, Brian Kemp, sancionou uma lei que proíbe o aborto a partir do momento da gravidez em que é possível detectar as batidas do coração do feto.

Na prática, isso proíbe o aborto a partir das seis semanas de gestação. Antes, o procedimento era permitido até as 20 semanas de gravidez.

Críticos da medida dizem que a nova lei acaba funcionando como uma proibição total do aborto, já que muitas mulheres só descobrem que estão grávidas depois das seis semanas de gestação.

Grupos como o Centro de Direitos Reprodutivos dos Estados Unidos já disseram que a medida é inconstitucional e que vão à justiça tentar banir a nova lei.

O governador da Georgia disse que já espera processos, mas que é dever do Estado fazer o que é certo, e não o que é fácil. Como resposta, manifestantes protestaram no estado, segurando cartazes e lembrando a data da próxima eleição para governador do estado norte-americano.

*Informações da repórter Mariana Janjácomo