Ex-sócio de Luciano Huck é suspeito de operar em esquema do MDB

  • Por Jovem Pan
  • 05/05/2018 13h43
Reprodução/InstagramSegundo os delatores, Roberto e o irmão teria trocado 12 milhões de dólares depositados no exterior por reais em espécie entre 2011 e 2017

Citado em delação de doleiros presos na Operação Câmbio, Desligo, o empresário Roberto Rzezinski foi preso na última quinta-feira (3). Segundo os delatores, Roberto e o irmão teria trocado 12 milhões de dólares depositados no exterior por reais em espécie entre 2011 e 2017.

Ex-sócio do apresentador Luciano Huck, Rzezinski é investigado pelo Ministério Público Federal sob a suspeita de ter recorrido ao esquema de Vinicius Claret e Cláudio Barbosa, presos na operação deflagrada pela Polícia Federal nesta semana.

Em depoimento, Barbosa afirmou que o empresário ressaltava que as contas em que fazia os pagamentos no exterior deveriam ser “discretas”, para não colocar em risco seu cliente. De acordo com os registros, as operações variavam de valor e se intensificam em anos eleitorais.

Agora, o MPF quer saber se entre os contatos de Rzezinski estava algum político do MDB. A suspeita surgiu após Barbosa afirmar que o empresário apontou, mais de uma vez, que o cliente estava vinculado ao partido.