Falta de qualidade em creches pode levar a impactos negativos na vida de crianças a longo prazo

Neste domingo (28), celebrou-se o Dia Internacional da Educação

  • Por Jovem Pan
  • 29/04/2019 07h24
Sergio Amaral/MDSApesar das melhoras nos últimos 10 anos, o atendimento nessas instituições para menores de zero a três anos ainda é de 32,7%

Com um terço das crianças de zero a três anos de famílias de baixa renda fora das creches, educadores cobram mais vagas e qualidade.

Neste domingo (28), celebrou-se o Dia Internacional da Educação. Apesar das melhoras nos últimos 10 anos, o atendimento nessas instituições para menores de zero a três anos ainda é de 32,7%.

Pelo Plano Nacional de Educação, até 2024, 50% das crianças nessa faixa de idade terão que estar matriculadas.

A especialista em educação infantil da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Beatriz Abuchaim, destacou o que é preciso ser feito para criar boas creches no país: “uma creche de boa qualidade pode promover o desenvolvimento integral das crianças. Para ter boa qualidade, a creche deve ter uma infraestrutura adequada, materiais e brinquedos disponíveis e profissionais bem informados”.

Beatriz Abuchaim lembrou ainda que a demanda das famílias que vivem nos grandes centros urbanos por creches ainda é grande.

De acordo com dados do Núcleo Ciência Pela Vida, instituições de educação para a primeira infância de má qualidade podem causar impactos negativos no desempenho das crianças a longo prazo.

*Informações do repórter Matheus Meirelles