Fiocruz vai fabricar remédio usado no tratamento do HIV

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2019 07h50
Arquivo/Agência BrasilExpectativa é de que até o fim do ano sejam produzidas 75 milhões de unidades

O medicamento usado para o tratamento do HIV, o Duplivir, começará a ser totalmente fabricado pela Fundação Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro (Fiocruz). A medida, que começá em agosto, vai baratear em até 10% os gastos do governo federal com a compra do medicamento para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Atualmente, o remédio é fabricado em parceria entre a Fiocruz e laboratórios privados. A coordenadora de Desenvolvimento Tecnológico de Farmanguinhos da Fiocruz, Alessandra Esteves, ressalta que a produção em um laboratório público afeta especialmente o preço do medicamento.

“Esse projeto representa a autonomia nacional da produção desse medicamento no país, o que era renda, emprego, e principalmente autonomia em relação aos preços, o que aumenta em muito o acesso da população. Aumenta o número de pessoas que podem ser tratadas através do medicamento”, explica Esteves.

O projeto faz parte de uma política do Ministério da Saúde, chamada Parceria de Desenvolvimento Produtivo, onde um laboratório privado transfere a tecnologia de produção para um laboratório público. O processo já está em uma das últimas etapas. Para a produção completa da Fiocruz, falta apenas uma autorização do procedimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a Fiocruz já conseguiu produzir 30 milhões de unidades. A expectativa é de que até o fim do ano sejam produzidas 75 milhões.

*Com informações da repórter Natacha Mazzaro