Ford anuncia corte de 7 mil vagas de emprego até o fim de agosto

A maioria das pessoas afetadas estão empregadas nos Estados Unidos

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2019 07h22
DivulgaçãoA Ford vai eliminar cerca de 20% dos gerentes de alto escalão para reduzir a burocracia e agilizar a tomada de decisões no grupo

Segunda maior montadora de veículos dos Estados Unidos, a Ford anunciou um corte de 7 mil empregos até o final de agosto e assim economizar US$ 600 milhões por ano.

O presidente-executivo da montadora Jim Hackett, disse que os cortes incluem saídas voluntárias e demissões, além de um congelamento de vagas abertas. A maioria das pessoas afetadas estão empregadas nos Estados Unidos.

A Ford vai eliminar cerca de 20% dos gerentes de alto escalão para reduzir a burocracia e agilizar a tomada de decisões no grupo.

O plano de reestruturação da montadora ocorre pouco depois que a empresa decidiu fazer uma aliança com a Volkswagen. As empresas vão compartilhar plataforma de picape, inclusive no Brasil, e de outros veículos no futuro.

Em fevereiro, a Ford anunciou o fim das operações de sua fábrica de caminhões de São Bernardo do Campo, na Grande SP, onde trabalhavam cerca de 3 mil pessoas.

Além disso, na fábrica da Ford em Taubaté, no interior da capital paulista, 120 trabalhadores assinaram um plano de demissão voluntária.

*Informações do repórter Victor Moraes