General Heleno diz que aproximação entre Brasil e Israel vai ser feita com ‘precaução’

  • Por Jovem Pan
  • 04/01/2019 06h37
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência BrasilAugusto Heleno também comentou a intenção de maior cooperação entre Brasil, Israel e Estados Unidos na área de inteligência

O presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, para conhecer instalações e procedimentos da secretaria que cuida da segurança pessoal dele, com estrutura recém-inaugurada.

Após a visita, o ministro do GSI explicou a jornalistas que o objetivo foi mostrar ao presidente que ele está seguro e que há seguranças capacitados e dispostos até a sacrificar a própria vida em casos extremos.

Outro assunto abordado foi a segurança dos filhos de Jair Bolsonaro. O General Augusto Heleno disse que os três filhos do presidente que são parlamentares, Eduardo, Carlos e Flávio, não vão ser protegidos pelo GSI, e sim pelas casas legislativas nas quais eles trabalham.

O ministro do GSI também foi questionado se a aproximação entre Brasil e Israel poderia trazer riscos à segurança do presidente, devido à relação ruim entre os israelenses e o restante do Oriente Médio. Segundo o General, o processo vai se dar com precaução.

Augusto Heleno também comentou a intenção de maior cooperação entre Brasil, Israel e Estados Unidos na área de inteligência. De acordo com o ministro, a transferência da embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, apesar de provável, ainda não está totalmente decidida e nem tem data para acontecer.

*Informações do repórter Levy Guimarães