Gilmar Mendes libera processo e 2ª turma do STF deve julgar liberdade de Lula nesta terça

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2019 07h20
Hélvio Romero - Estadão ConteúdoPedido de habeas corpus de Lula foi feito após o então juiz federal Sérgio Moro aceitar convite para ser ministro da Justiça

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal pode julgar nesta terça-feira (11) um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Isso porque na noite desta segunda-feira (10), o ministro Gilmar Mendes liberou para julgamento um habeas corpus protocolado pela defesa do petista no ano passado.

O pedido da defesa de Lula foi feito após o então juiz federal Sérgio Moro ter aceitado o convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública no governo do presidente Jair Bolsonaro. Os advogados do petista alegam que Moro foi parcial no julgamento do ex-presidente.

O processo começou as ser julgado no dia 4 de dezembro, ocasião em que o relator do caso, ministro Luiz Edson Fachin, e a ministra Cármen Lúcia votaram pela permanência de Lula na prisão.

À época, Fachin defendeu que não houve nenhum ato de suspeição do ministro Sérgio Moro. Quando o placar estava em 2 votos a zero, o ministro Gilmar Mendes pediu mais tempo para analisar o caso. Além de Gilmar, ainda faltam os votos do presidente da turma, ministro Ricardo Lewandowski, e do decano do Supremo, ministro Celso de Mello.

A expectativa é que o pedido seja analisado hoje ou na sessão do dia 25 de junho. Na semana que vem, a turma não se reúne devido ao feriado de Corpus Christi.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni