Governo avalia de forma positiva agenda de comitiva brasileira em Davos

  • Por Jovem Pan
  • 25/01/2019 07h07
EFEPelo Twitter, Bolsonaro publicou que “são cada vez mais positivas as impressões que recebemos"

O governo avaliou como positiva a agenda do presidente Jair Bolsonaro, em Davos, no Fórum Econômico Mundial.

Bolsonaro encerrou o último dia com reuniões bilaterais, primeiro com o primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte; na sequência, o primeiro-ministro da República Tcheca, Andrej Babis; depois o presidente da Polônia, Andrzej Duda; e por fim com o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko.

O presidente garantiu que apresentou um Brasil com “uma cara diferente e extremamente positiva”. Depois seguiu agenda com o presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e o presidente da Colômbia, Iván Duque.

Pelo Twitter, Bolsonaro publicou que “são cada vez mais positivas as impressões que recebemos. A confiança no futuro do Brasil vem sendo restabelecida através de compromissos sólidos e eficientes para nossa economia. Temos um claro objetivo: colocar nosso país entre os 50 melhores para se fazer negócios no mundo!”.

Em seguida, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, seguiu a mesma linha e também considerou positiva a agenda em Davos.

O presidente Jair Bolsonaro e os ministros Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública), Paulo Guedes (Economia), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) deixaram a Suíça no início da noite da quinta-feira (24), chegando ao Brasil na manhã desta sexta-feira (25).

*Informações do repórter Marcelo Mattos