Governo tentará aprovar reforma da Previdência nesta semana na CCJ

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2019 07h05
Cleia Viana/Câmara dos DeputadosOs debates em torno do parecer, que é favorável à proposta, devem começar já nesta segunda-feira (15) e cerca de 100 deputados estão inscritos para falar

Aprovar a reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. É esse o grande objetivo do Governo para essa semana. Devido ao feriado da Semana Santa, os trabalhos devem ir só até quarta-feira (17), o que exige uma boa estratégia da base aliada para evitar obstruções e atrasos na votação.

Os debates em torno do parecer, que é favorável à proposta, devem começar já nesta segunda-feira (15) e cerca de 100 deputados estão inscritos para falar.

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Felipe Francischini (PSL), disse que defende um acordo para encurtar as discussões: “vejo que estão fazendo trabalho de corpo a coro com deputados e acredito que é importante até a próxima terça-feira que eles tenham mapeamento de votos e tendência de votos para a comissão”.

O Governo acredita em uma vitória tranquila. Para aprovar a matéria na comissão, é necessária uma maioria simples, 34 dos 67 membros. Líderes da base tentam mapear os votos na CCJ, como afirmou o deputado Felipe Francischini.

O porta-voz do Planalto, Otávio Rêgo Barros, disse que o Governo confia na boa vontade dos parlamentares e espera que a proposta avance nesta semana.

Porém, os governistas podem ter um primeiro desafio a enfrentar: uma ala do centrão, comandada pelo DEM, PP e PR, é a favor de analisar a PEC do Orçamento Impositivo antes da reforma da Previdência na CCJ.

Eles devem entrar com um requerimento para inverter a pauta, já que a Previdência é o item de número um. Se o recurso for aprovado, há o risco de não dar tempo de a proposta ser votada nesta semana.

*Informações do repórter Levy Guimarães