Guarulhos realiza simulado de acidente aéreo em área urbana

Foi feita a simulação de um incêndio provocado pela queda de uma aeronave Boeing 737 em uma comunidade

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2019 06h55
Divulgação/Prefeitura de GuarulhosCerca de 20 entidades se mobilizaram para construir um cenário bem próximo à realidade

A cidade de Guarulhos foi palco do primeiro Simulado de Acidente Aéreo em Área Urbana do Brasil. Cerca de 20 entidades se mobilizaram para construir um cenário bem próximo à realidade.

Foi feita a simulação de um incêndio provocado pela queda de uma aeronave Boeing 737 em uma comunidade. O resgate efetuado com agilidade para o atendimento a 90 vítimas entre passageiros e moradores.

O diretor de operações da GRU Airport, Miguel Dau, falou sobre a novidade de se fazer o exercício fora do sítio aeroportuário de Cumbica e apontou a importância da integração entre os órgãos.

A atividade realizada em cerca de 10 mil metros quadrados foi dividida em diversos setores: Combate às chamas, macas de um lado para o outro, vai e vem de ambulâncias. A organização é fundamental nem um momento como esse.

O coordenador da Defesa Civil de Guarulhos, Waldir Pires, explicou como é ordenar todo aparato durante a ocorrência.

O simulado é importante, até porque, Cumbica é o terminal mais movimentado da América Latina e registrou no ano passado um movimento superior a 42 milhões de passageiros.

O único acidente com morte próximo ao aeroporto internacional de Guarulhos ocorreu em 1989, quando um avião da Transbrasil caiu nas imediações, matando três tripulantes e 22 pessoas que estavam em terra e ferindo mais de 100 numa localidade bastante populosa. O certo mesmo é que ninguém quer passar por uma dor parecida.

*Informações do repórter Daniel Lian