Joaquim Levy pretende fazer enxugamento no BNDES

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2018 09h03
Geraldo Magela/Agência SenadoHá expectativa dentro do governo de que o banco ajude de alguma forma na reestruturação de dívidas de Estados e municípios

O economista Joaquim Levy, futuro presidente do BNDES, participou de reuniões na sede do Governo de transição nesta quarta-feira (05). Ele afirmou que deseja fazer um fortalecimento fiscal do banco de fomento, instituição que assumirá a partir de janeiro.

Levy, que foi ministro da Fazenda, afirmou que o sistema financeiro deve estar preparado para as mudanças que ocorrerão. Segundo ele, a confiança auxilia o investimento a voltar ao País e também a expectativa é que haja fortalecimento fiscal para retomar o crescimento econômico.

Escolhido pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, Levy deve fazer uma gestão de enxugamento no banco e priorizando investimentos na área de infraestrutura.

Há expectativa dentro do governo de que o banco ajude de alguma forma na reestruturação de dívidas de Estados e municípios.

*Informações do repórter Arthur Scotti