Jovem saudita que pediu exílio na internet chega ao Canadá

  • Por Jovem Pan
  • 14/01/2019 06h20
ReproduçãoA jovem relatou abusos físicos e ameaças

A jovem saudita que fugiu da família e usou a internet para pedir asilo chegou ao Canadá neste final de semana. Rahaf Mohammed al-Gunun estava em viagem ao Kuwait quando se separou da família e foi para Bangcoc, na Tailândia.

Quando desembarcou no aeroporto, as autoridades a prenderam por falta de documentação e planejavam extraditar a jovem a Arábia Saudita. A garota se trancou num quarto de hotel e usou a internet para fazer apelo a autoridades e entidades dos Direitos Humanos.

Pelo Twitter, ela pediu um encontro com o alto-comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos e conseguiu a proteção do Canadá.

Rahaf Mohammed al-Qunun explicou que fugiu da família porque foi ameaçada de morte diversas vezes por motivos triviais.  Ela afirmou que sofria abusos físicos, emocionais e verbais e já chegou a ser trancada dentro de casa por meses. A jovem ainda disse que vem de uma família muito poderosa na Arábia Saudita.

De acordo com a organização não governamental Human Rights Watch, Rafah Mohammed al-Qunun vai renunciar ao Islamismo. A saudita desembarcou no aeroporto de Toronto acompanhada da ministra das Relações Exteriores canadense, Crystia Freeland.

Rahaf foi recebida pelo escritor e ativista paquistanês Tarek Fatah e a filha, Natasha Fatah, jornalista da rede de TV estatal CBC News. Os dois ajudaram a chamar a atenção das autoridades para o caso de Rahaf. A jovem ainda não detalhou o que pretende fazer daqui em diante.

*Com informações da repórter Nanny Cox