Jungmann: ‘Dúvidas fazem parte do jogo democrático, mas produzir fake news é crime’

  • 11/10/2018 06h52
Valter Campanato/Agência BrasilSegundo o ministro, quem usa dessa estratégia para interferir no processo está praticando um crime

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse em Brasília que ter desconfiança sobre o sistema eleitoral faz parte do jogo democrático, mas que nada justifica a produção das chamadas fake news.

Segundo o ministro, quem usa dessa estratégia para interferir no processo está praticando um crime: “ter dúvidas faz parte do jogo democrático, agora produzir fake news para ilustrar ou produzir fraudes contra o sistema não. Isso é crime e deve ser punido”. De acordo com ele, o crime é de falsidade ideológica.

Jungmann pretende reunir representantes de todos os estados brasileiros numa videoconferência na semana que vem para discutir o assunto e definir estratégias e condutas conjuntas.

Nesta quarta-feira (10), a Polícia Federal realizou operações simultâneas em 3 Estados: São Paulo, Sergipe e Paraná.

Em São Paulo e Sergipe ameaças contra Jair Bolsonaro e Fernando Hadadd estão sendo investigadas. No Paraná a denúncia é de quebra de sigilo do voto. Um eleitor que filmou o voto enquanto segurava uma arma.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações da repórter Luciana Verdolin