Justiça nega recurso de revisão de pena para Luiz Estevão

  • Por Jovem Pan
  • 23/06/2018 09h12
Divulgação/PRTBEx-senador Luiz Estevão foi condenado a 26 anos de prisão e a pagar um débito que, em valores atualizados, ronda um bilhão de reais

O ex-senador Luiz Estevão, preso em Brasília, teve negado o pedido de revisão da pena. Estevão pedia a reforma da sentença que o condenou pelos crimes de peculato, estelionato, corrupção passiva, formação de quadrilha e uso de documento falso.

O ex-parlamentar teria desviado dinheiro na construção do Fórum Trabalhista de São Paulo, entre 1992 e 1998. O novo recurso foi julgado pela 4ª Sessão do Tribunal Regional Federal de São Paulo. Na decisão, os juízes consideraram que a revisão criminal é uma tentativa de eternizar discussões que já foram amplamente examinadas pelo Poder Judiciário em todas as suas instâncias.

Em 2016, o Supremo Tribunal Federal (STF) declarou trânsito em julgado após negar o 36º recurso apresentado pelo ex-senador desde a condenação, dez anos antes. Luiz Estevão foi denunciado pelo Ministério Público Federal em 2000.

Na época, ele teve o mandato cassado após comprovada a participação dele no esquema que também envolveu o juiz Nicolau dos Santos Neto. O ex-parlamentar foi condenado a 26 anos de prisão e a pagar um débito que, em valores atualizados, ronda R$ 1 bilhão.

*Com informações do repórter Levy Guimarães