Lula diz lamentar não ter sido mais incisivo com Dilma

Em outra crítica, o petista disse que houve descuidos com a política externa no governo Dilma

  • Por Jovem Pan
  • 14/05/2019 08h48
Ricardo StuckertEle afirmou que fez questão de deixar Dilma governar como queria, já que estava de fora governo

O ex-presidente Lula disse lamentar não ter sido mais incisivo com Dilma Rousseff durante o governo da petista. Lula concedeu entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, exibida no canal BBC World e disponibilizada nesta segunda-feira (13).

A entrevista foi realizada na Superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde o ex-presidente está preso há mais de um ano. Ele afirmou que fez questão de deixar Dilma governar como queria, já que estava de fora governo.

Lula lembrou de indicações para ministério que ele fez e não foram ouvidas por Dilma e reforçou que a política de desonerações sem compartilhamento e por tempo indeterminado da ex-presidente foi um erro. Lula ainda afirmou que certamente Dilma não era alguém com paciência para lidar com o Congresso.

Em outra crítica, o petista disse que houve descuidos com a política externa no governo Dilma e que política não se faz por e-mail. O ex-presidente também admitiu que não ter sido o candidato à Presidência em 2014 pode ter sido um erro, mas que ele quis respeitar o momento de Dilma.

Lula comentou sobre a Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016. Disse que foram duas oportunidades perdidas, pelo país estar “tomado de ódio”.

O petista também insistiu em sua linha de defesa durante a entrevista, afirmando que a Lava Jato poderia “ter cumprido uma tarefa importante de prender ladrão”, mas virou, segundo ele, um “partido político”.

*Informações da repórter Victoria Abel