Mais de mil pessoas são presas no Estado de SP em operação deflagrada pela Polícia Civil

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 07h09
Divulgação/SSP-SPMais de mil pessoas foram presas por diversos crimes, como roubo e latrocínio

A Polícia Civil de São Paulo realizou nesta quinta-feira (07) a Operação “Odin”, para cumprir quase cinco mil mandados de prisão em todo o Estado. Mais de mil pessoas foram presas por diversos crimes, como roubo e latrocínio. Entre os detidos, estão 52 mulheres e 77 também foram apreendidos.

De acordo com o diretor do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas, delegado Osvaldo Nico Gonçalves, esta foi a maior operação feita pela Polícia Civil de São Paulo. O delegado disse ainda que no decorrer do cumprimento dos mandados, a polícia realizou 125 flagrantes.

Um deles foi em Pirituba, em um caso de adulteração de carne estragada. Os policiais perceberam odor de carne e sangue podres vindo da garagem de uma casa. No local, eles descobriram vários quilos estragados que estavam sendo manuseados e empacotados.

A mercadoria depois era revendida para alguns restaurantes na capital paulista. Segundo o delegado Oswaldo Nico Gonçalves, neste caso duas pessoas foram presas em flagrante.

Também foram apreendidos mais de 47 quilos de crack, cocaína, maconha e outros entorpecentes. Dezesseis armas também foram apreendidas e 26 carros recuperados, frutos de roubo ou furto.

*Informações da repórter Natacha Mazzaro