Marca de luxo Chanel anuncia que deixará de usar materiais de origem animal em produtos

  • Por Jovem Pan
  • 06/12/2018 08h03
Reprodução/ChanelDe acordo com o anúncio da empresa, o couro de crocodilo, cobra e lagarto não serão mais utilizados na produção de roupas e acessórios

A Chanel anunciou que vai parar de usar pele de animais exóticos nas criações da Casa de Alta Costura. Nesta terça-feira (04), a marca apresentou a coleção de pré-temporada, que contou com a presença de couro ecológico.

De acordo com o anúncio da empresa, o couro de crocodilo, cobra e lagarto não serão mais utilizados na produção de roupas e acessórios.

No desfile desta terça-feira, por exemplo, foi utilizado um couro feito a partir da fibra de abacaxi.

A Chanel garantiu que está investindo em pesquisa e desenvolvimento de outros materiais alternativos para substituir o couro de origem animal.

Além do couro, os pelos de animais usados em algumas peças também serão substituídos por material sintético.

A Chanel não é a primeira marca de luxo a anunciar que está deixando para trás o uso de peles e pelos de animais.

Nomes como a Burberry, Calvin Klein, Versace e Gucci já fizeram o anúncio anteriormente.

A Lacoste também anunciou nesta semana que baniu o uso de pele de cabra nas peças da marca.

Por meio de nota, a ONG protetora dos animais Peta comemorou a decisão e fez um apelo para que outras marcas como a Louis Vuitton sigam o exemplo da Chanel e da Lacoste.

*Informações da repórter Nanny Cox