Marina diz que Bolsonaro teve ‘proposta desconstruída’ daquilo que pregava após atentado

  • Por Jovem Pan
  • 14/09/2018 07h06
João Henrique Moreira/Jovem PanNa opinião da presidenciável, segurança pública não se faz distribuindo armas, mas sim com o Estado dando segurança para as famílias

A candidata à Presidência da República pela Rede, Marina Silva, disse que o atentado ao adversário Jair Bolsonaro (PSL), na semana passada, “desconstruiu” a proposta dele de liberar o porte de armas.

Na opinião da presidenciável, segurança pública não se faz distribuindo armas, mas sim com o Estado dando segurança para as famílias.

Nesta quinta-feira (13), ela cumpriu agenda em Brasília. Deu entrevista a uma TV local e no início da noite, fez caminhada na região central da cidade.

Marina criticou a proposta de Bolsonaro: “o candidato teve sua proposta desconstruída por aquilo que ele mesmo pregava. Imagina se aquele homem tivesse uma arma na mão”.

A candidata destacou propostas para a matriz energética, como incentivo ao uso de energia solar, eólica e biocombustíveis no transporte público. Nesta sexta-feira (14), Marina Silva segue em campanha no Distrito Federal. Ela visita o Comandante da Marinha e faz caminhada pela manhã em Taguatinga.

Confira a cobertura completa das Eleições 2018

*Informações do repórter Levy Guimarães