Marta Suplicy diz que ‘núcleo’ de poucas pessoas dentro do PT sabia de esquemas de corrupção

  • Por Jovem Pan
  • 10/08/2018 10h15
Johnny Drum/Jovem Pan"Não é que se soubesse tanto como as pessoas acham. Era um núcleo muito pequenininho", defendeu

Diante dos primeiros indícios de irregularidades pelo ex-presidente Lula, a senadora Marta Suplicy, ex-petista, admitiu ter ficado sem se posicionar publicamente sobre o assunto.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, Marta disse que ficou estarrecida e que realmente não realizou um pronunciamento público sobre o tema. “Não lembro de ter falado nada, porque eu era pessoa do partido e fiquei pasma como todos os outros”, ressaltou.

Entretanto, a senadora defendeu-se ao dizer que eram poucas as pessoas que sabiam dos esquemas de corrupção mais tarde revelados pelas investigações da Operação Lava Jato. “O Lula, na hora que ficou mais claro o grau de corrupção, não é que se soubesse tanto como as pessoas acham. Era um núcleo muito pequenininho que sabia das coisas. Acho que não passa de cinco [pessoas], talvez até menos”, contou.

Conforme as informações eram reveladas, Marta reiterou que o que ocorria no PT era uma “corrupção sistêmica”, fato dito por ela ainda em seu discurso de despedida do partido para depois ir ao MDB.

“Eu falei que tem a corrupção sistêmica no PT, e depois acabei saindo e entrei no MDB, que também estava muito atrapalhado nas investigações. Mas não estava como hoje está publicamente. Eu falei que entrava em outro partido que sabia que tinha comprometimento, mas eram mais individuais, aí teve presidente Temer alvo de denúncias, mas não tinha na época do impeachment”, defendeu.

Confira a entrevista exclusiva com a senadora Marta Suplicy: