Missouri aprova lei que proíbe aborto após a oitava semana de gravidez

  • Por Jovem Pan
  • 18/05/2019 07h28
PixabayEstado americano do Missouri aprovou lei antiaborto

Seguindo outros quatro estados norte-americanos, o Missouri aprovou, nesta sexta-feira (17), leis mais restritivas ao aborto. A interrupção da gravidez é agora proibida após as oito primeiras semanas, mesmo em casos de estupro.

A lei aprovada pela Câmara dos Deputados estadual ainda precisa ser assinada pelo governador, Mike Parson. O republicano promete tornar o Missouri um dos estados mais comprometidos com o movimento antiaborto.

Esta é a segunda legislação restritiva à questão do aborto aprovada nesta semana. Na última quarta-feira (15), o Alabama sancionou uma lei ainda mais rígida. No estado, o procedimento não poderá ser feito em nenhum estágio da gravidez, exceto quando houver risco de vida para a mulher.

Apesar de aprovadas, as novas legislações podem ser questionadas pela Suprema Corte dos Estados Unidos. Na prática, o aborto é legalizado até o final dos primeiros três meses de gestação em todo o país. Nesse caso, as leis aprovadas poderiam ser consideradas inconstitucionais.