Montadoras elogiam acordo com União Europeia, mas preveem ‘caos’ sem reforma tributária

  • Por Jovem Pan
  • 08/07/2019 08h15
PixabayDe acordo com o presidente da Anfavea, o acordo firmado entre UE e Mercosul trará benefícios para inúmeros setores brasileiros e fortalecerá a economia

O acordo do Mercosul com a União Europeia foi bem recebido pelo setor automotivo brasileiro como um dos mais importantes e expressivos para o país, de acordo com avaliação do presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.

Ele avalia que o acordo beneficiará outros diversos setores industriais e a própria economia do Brasil.

“Esse é o maior acordo que o Brasil já assinou. Ele tem uma dimensão muito grande para o Brasil porque afeta todos os setores e isso é bom para a Economia como um todo.”

Mas a abertura do comércio esbarra na alta e complexa carga tributária nacional numa competição direta com o eficiente modelo europeu.

“Esse é o maior desafio nosso: junto com o Governo, reduzir o custo seja tributário, na logística, na burocracia, na simplificação. Para que nós realmente possamos ter condições de importar e exportar para a comunidade Europeia.”

*Com informações do repórter Marcelo Mattos